Primeiro pinguim de 2017

Surpreendentemente, em março, recebemos um pinguim-de-Magalhães juvenil, realizando a muda anual de penas. A ave foi encontrada no balneário de Iriri, em Anchieta, ES. Que é justamente o principal ponto de partida do IPRAM nas operações de soltura de pinguins, com nossos parceiros da Windive. Gordinho, a muda de penas é a única explicação para o animal ter subido à praia. Enquanto as penas antigas vão caindo do corpo, a impermeabilidade da plumagem é comprometida, a água do mar toca a sua pele e o pinguim sente frio. É por isso que os pinguins sobem ao ambiente terrestre para fazer a muda de penas. Nesse exato momento, milhares de outros pinguins-de-Magalhães também estão fazendo ou terminando a muda anual de penas no sul de nosso continente. Relata-se que outros pinguins tem sido vistos na água, na região sul do ES. Será que teremos notícias de mais pinguins nos próximos dias?





O Centro de Reabilitação de Animais Marinhos do Espírito Santo é resultado da parceria entre o IPRAM e o IEMA, do Governo do Estado do Espírito Santo.

O resgate de pinguins através do Projeto de Monitoramento de Praias da Petrobras nas bacias de Campos e Espírito Santo é resultado de uma condicionante de licenciamento ambiental conduzida pelo IBAMA.